Morre, aos 66 anos, o ator José Wilker



O ator José Wilker, de 66 anos, morreu na madrugada deste sábado (5), após sofrer um infarto fulminante enquanto dormia, no Rio de Janeiro. A TV Globo confirmou a informação através de um comunicado oficial.
José deixa três filhas Isabel, Mariana e Madá Wilker.
O último trabalho do ator na TV Globo foi como o o médico Herbert na novela "Amor à Vida". Em 2012, Wilker se tornou destaque nas redes sociais com Jesuíno Mendonça, seu papel na novela "Gabriela". O personagem foi marcado pelo bordão "Vou lhe usar", usado quando queria se deitar com a mulher, vivida por Maitê Proença. Amante do cinema, ele também atuava como comentarista oficial da transmissão da premiação do Oscar na Globo.
Ao saber da morte do ator, Aguinaldo Silva revelou em seu Twitter que Wilker estava cotado para a sua próxima novela, "Falso Brilhante". "José Wilker era nossa alternativa para o personagem que Dan Stulbach talvez não possa fazer. Eu o conhecia desde 1961, vivíamos no Recife. Fizemos dezenas de trabalhos juntos. Era jovem demais pra morrer! Sem José Wilker ficamos menores e mais pobres", lamentou o autor.
José Wilker de Almeida nasceu em Juazeiro do Norte, em 20 de agosto de 1946, filho de uma dona de casa e um caixeiro viajante. Com o objetivo de estudar Sociologia, mudou-se para o Rio de Janeiro em 1967, aos 19 anos. Mas acabou largando o curso para se dedicar ao teatro. "Quando eu vim para o Rio, não procurava absolutamente nada. Saí para dar um passeio e de repente encontrei pessoas que faziam arte, teatro e política. Me senti entre amigos", lembrou ele, em 2012, ao ser entrevistado na série "Grandes Atores", da Globo News. Na época, o ator enfrentava dificuldades financeiras e precisava optar entre almoçar ou pegar um ônibus. "Não é nenhum drama, eu não sofri nada. Dormi no ônibus, dormi na praia. Mas para mim aquela era a ideia de felicidade que eu tinha desenvolvido. Era o que o teatro me proporcionava", declarou.
Wilker reúne no currículo cerca de 30 novelas e 49 filmes. Ele, que começou a carreira como locutor de rádio no Ceará, fez seu primeiro filme em 1965. O longa "A Falecida" tinha Fernanda Montenegro como protagonista. Ele ainda esteve no elenco dos filmes "Bye Bye Brasil" e "O Homem da Capa Preta".
Estreou nas telenovelas em 1971, em "Bandeira 2", de Dias Gomes, na TV Globo, como um dos filhos do bicheiro Tucão (Paulo Gracindo). Esteve em "Roque Santeiro", trama de grande sucesso em 1985, na qual contracenou com Regina Duarte e Lima Duarte. Interpretou outros personagens marcantes na TV como "Giovanni Improtta", de "Senhora do Destino" (2004) e o ex-presidente Juscelino Kubitschek na minissérie "JK" (2006).

You Like It, Please Share This Article Using...